geocaching

Na Altura e redondezas

Há quanto tempo já não rabiscava umas palavritas por estas bandas. E, diga-se de passagem, que a vontade continua assim a modos que bem longe. Mas este complexo de obrigação, faz com que tenha de tirar as teias de aranha à parte do meu cérebro que ainda consegue produzir alguma coisa.

Este ano, as curtas férias levaram-me a uma ponto do nosso Portugal, ali, onde as águas marinhas aparecem mais cálidas, a apanhar ainda as que vêm do Mediterrâneo. Já estava na “altura”. Das vezes anteriores que escolhi praias algarvias, as coisas não correram muito bem: ou era água fria, ou gente a mais, ou mar encrespado. Ou os três juntos. Daí que arrisquei mais uns quilómetros e abanquei na raia espanhola, entre Manta Rota e Monte Gordo. Em boa hora o fiz: tudo o que não tive das outras vezes, agora já me satisfazia. E não admira que apenas três dias depois do início da estadia, tenha começado a minha busca de taparuéres. Começado e acabado, já que este tipo de programa acabou por não constar de mais dia nenhum.
Enquanto os outros dormiam a sesta – que, a mim, me deixa com um mau feitio que tresanda – eu aproveitei para dar uso ao gps.

#162 24-07-2013 @10:20 GC33FY5

A primeira (Praia de Altura) a procurar, era óbvia. Estava ali ao lado do caminho que fazia todos os dias para os banhos. Só tinha de me desviar do passadiço e deixar a minha marca.

#163 24-07-2013 @14:31 GC354ZP

A segunda (Praia da Manta Rota) já estava mais longe. Chegada à praia onde o nosso primeiro quis descansar alguns dias, depressa cheguei à conclusão de que o ponto zero era muito frequentado. Aliás, era o local de passagem principal de acesso à praia de Manta Rota. Como quem não quer a coisa, sentei-me no passadiço e, apanhando os transeuntes distraídos, lá acedi ao recipiente.

#164 24-07-2013 @14:49 GC310NH

A terceira (Estação de Cacela – Projecto GeoGare), depois de umas buscas de alguns minutos e alguns espinhos marcados na pela, também, afinal de contas, estava de fácil acesso.

#165 24-07-2013 @14:56 GC3F9YT

A quarta (ECOVIA do LITORAL – KM 199), também foi mais um drive-in num cruzamento. A dica dizia tudo, pelo que chegar e escrever no livrinho.

#166 24-07-2013 @15:31 GC14NHC

A quinta (O azul de Cacela Velha) foi a que me possibilitou a melhor paisagem, do dia. E a que me deu mais água pela barba. Ainda andei ali às voltas, no exterior da muralha. Mas, afinal de conta, não seria preciso sair da povoação.

#167 24-07-2013 @15:42 GC3F9Y8

A sexta (ECOVIA do LITORAL – Recarrega Energia), para não fugir à regra, também era de fácil acesso.

#168 24-07-2013 @15:47 GC3F9XM

E, finalmente, a sétima (ECOVIA do LITORAL – KM 197), já em modo de “está na hora de ir p’ra casa”, compôs o ramalhete sem problemas de maior.

Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s