geocaching

Parque do Troncão

#118, 11-08-2012 @15:54

Algumas das melhores coisas que a vida nos dá é a possibilidade de passarmos dias descontraídos com quem mais prezamos, amigos de curta ou longa data, mas que nos merecem carinho especial pelo que significam. Felizmente, tenho a possibilidade de trabalhar com gente de quem não abdico de serem companheiros de vida. Posso não ter o melhor emprego do mundo, e quem diz melhor, diz o mais bem pago, mas gosto do que faço sobretudo porque isso me proporciona estar com pessoas que qualquer um gostaria de ter a seu lado.

Foi um dia assim, com gente assim, bem passado, num local desconhecido que se revelou agradável: o local e o dia. A razão: fazer um piquenique para compensar as horas de reuniões nocturnas e actividades durante um ano de faina. Local: um parque de merendas.

Parques de merendas há por aí muitos. Mas muitos deles estão ainda longe da simpatia que este apresenta. Tem de tudo: sombra, relva, locais para confecção de comida, brinquedos e até um bar onde podemos comer um gelado numa tarde estival.

Durante a manhã, quase ao fim da manhã, assámos a chicha. Aí, a comandar as hostes esteve o padre, que percebe do assunto e é pessoa para, sem pestanejar, se pôr ao serviço, seja em que situação fôr. Os homens, os outros homens, punham a conversa em dia, falavam de bola e emborcavam cervejinha fresca. As mulheres, falavam de coisas que elas lá sabem. As crianças, ainda poucas, brincavam como conseguiam, umas com as outras, à laia de aula de paleontologia que era o que os dinossauros propiciavam.

Depois do almoço, tudo na mesma: conversa. Pelo meio, dei uma escapadela de 50 metros para fazer o registo no rolo fotográfico. Ainda tentei o davidejesus a ir, mas era coisa que já tinha feito. De modos que vou sozinho. À espreita, ficaram os “muggles” do grupo que, na brincadeira, auto-intitulam-se de “spoilers anti-cache”. Foi vê-los a visitar a magana como quem não quer a coisa. Trataram-na bem e deixaram-na tal e qual que é isso que se pede a gente boa. Quem sabe se um dia destes não voltarei ao Troncão, que bem merece todas as visitas.

Standard

One thought on “Parque do Troncão

  1. Nelson Jerónimo diz:

    Então também já deste com o Troncão… é bestial sim senhor. Do melhor. E também é bom saber como esse parque apareceu e como as pessoas que o têm feito crescer o fazem pelo simples prazer de oferecer um local agradável para se fazer o que tu fizeste e eu já fiz também algumas vezes. É bom sentir e ver alegria de quem faz estas coisas sem esperar absolutamente nada em troca.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s