jr

o teu lugar é na tua cama

A noite passada foi agitada. Pelo menos, foi mal dormida. Graças a quem? Lá está, ao jr. De há umas semanas (meses?) a esta parte que o miúdo parece que tem gps com sensor de estacionamento. No princípio, de madrugada, lá pelas 4, chorava. Queria cama. Não a dele, mas a nossa. E lá íamos nós, de olhos piscos, fazer-lhe a vontade. Cada pró seu lado, que o jr precisa de espaço no meio. Alguns dias depois, já fazia o percurso sozinho. Assim, sorrateiramente, lá aproximava-se da nossa cama. Do meu lado, que o da mãe é mais longe. Resmungava um bocadito e eu, sem precisar de me levantar, esticava os braços e estirava-o entre nós. Uma noite, acordei com a minha marida a dizer: não vês o jr aí?! E estava. Em pé, encostado à cama e a mim, a dormitar apoiado no meu dorso. Pudera não ter reparado! É que aquilo é miúdo para me deixar sem forças e com o sono em falta.

Passaram mais dias, e o tempo de permanência na cama dele começa a encurtar. Nos últimos dias, a trasfega era coisa para se operar à meia noite. Do mal o menos: ele já consegue trepara sozinho o nosso leito e aninhar-se como se aquilo fosse território seu.

A noite passada decidi dizer: basta! Que a cama é minha. Metade minha. Mas outra metade não é dele! À meia-noite lá aparece, como costume. E eu: jr, o teu lugar é na tua cama! Vai-te deitar! E não é que ele vai. Um bocadinho a custo, mas vai. Eu ajudo-o que é para isso que um pai serve. Aconchego as mantas, beijo na testa e: dorme bem, garoto. Meia hora depois lá estava outra vez. Desta vez, levei-o à mão para o quarto dele. E meia hora depois o mesmo, e sempre assim de meia em meia hora até às 4 da matina. E cada vez que assomava à porta do quarto ele já não encarava com bons modos quando lhe dizia: jr, para o quarto! Chorava. Eu deitava-o e dizia, possivelmente com voz serena: jr, é na tua cama que tens de dormir! O rosto dele era o da resignação. Juro! Numa das vezes estive, vai não vai, para o levar aonde ele queria. Resisti. Ainda bem. Aguentou até acordarmos.

A ver vamos esta noite…

Standard

2 thoughts on “o teu lugar é na tua cama

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s